OMS diz que viagem de 4 horas pode dobrar risco de trombose
BR

29 junho 2007

A Organização Mundial da Saúde, OMS, lançou um novo alerta sobre os riscos da trombose ou a formação de coágulos. Segundo a OMS, a falta de mobilidade durante uma longa viagem de carro, ônibus, trem ou avião, é a maior causa da doença.

O clínico-geral, Marco Antônio da Silva Matea, falou à Rádio ONU, do Rio de Janeiro, sobre a melhor forma de prevenção.

“Se a pessoa for portadora de varizes ou de insuficiência venosa é pior, por isso a recomendação de que, numa viagem longa de ônibus, avião, automóvel, que a pessoa de certo tempo, no caso pelo o que os trabalhos dizem, a cada quatro horas, a pessoa deva esticar a perna, movimentar, andar dentro do avião, ou então fazer uma parada de automóvel, caminhar um pouco, ou fazer um exercício com as pernas”, explicou.

De acordo com a OMS, entre os fatores que podem influenciar agravar a trombose estão estaturas muito altas ou baixas, mas pela agência os riscos de contrair a doença ainda são muito pequenos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud