ONU lamenta falta de progressos na situação do Líbano pós-conflito

29 junho 2007

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que o Líbano não alcançou o progresso desejado para chegar a um cessar-fogo permanente no sul do país desde o conflito de 2006 na região. A afirmação foi feita num relatório periódico enviado ao Conselho de Segurança.

Segundo o governo israelita, a captura dos militares foi o que levou ao conflito entre Israel e o grupo Hezbollah, no sul do Líbano.

Ainda no Médio Oriente, o Programa Mundial de Alimentos, PMA, divulgou uma nota afirmando que ainda há muito o que ser feito para melhorar a situação dos palestinos em Gaza.

Leia o boletin do repórter da Rádio ONU, Eduardo Costa:

“O Programa Mundial de Alimentos afirma que para responder a demanda dos palestinos em Gaza, será preciso enviar 120 caminhões, por dia, com alimentos, medicamentos e outros suprimentos.

Segundo a porta-voz do PMA, Elizabeth Byrs, o número atual não passa de 90 veículos. De acordo com o PMA, a situação da economia em Gaza está piorando cada vez mais.

E no Iraque, o Alto-Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, pediu a evacuação urgente de pelo menos 12 crianças palestinas que vivem num campo de refugiados do país.

De acordo com o Acnur, as crianças correm risco de morte caso não recebam assistência médica o mais breve possível.

A agência da ONU afirma que entre as crianças existem bebés de apenas 15 meses.

Os palestinos no Iraque passaram a ser perseguidos após a queda do regime de Saddam Hussein em 2003”.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud