Nações Unidas apoiam países que acolhem refugiados iraquianos

Nações Unidas apoiam países que acolhem refugiados iraquianos

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur e o governo da Síria, anunciaram, um acordo de cerca de US$ 2,06 milhões para reformas de hospitais que possam atender refugiados do Iraque.

Pagonis disse que a quantia é uma assistência adicional após a distribuição pelo Acnur de 11 ambulâncias ao Ministério da Saúde da Síria, Cruz Vermelha e ao Crescente Vermelho na Autoridade Nacional Palestina.

Segundo a ONU, o Acnur já cadastrou mais de 77 mil refugiados iraquianos.

A lista é utilizada ainda para identificar carentes de assistência medica e de moradia.

O chefe do Acnur, e ex-primeiro-ministro de Portugal, António Guterres, falou à Rádio ONU, sobre o 3º lançamento do Pacto Internacional para o Iraque, que deverá tratar da questão dos refugiados.

“Na medida em que foi criado um grupo de trabalho na reunião de Bagdad, que tem a ver precisamente com a discussão das medidas necessárias para garantir uma efectiva assistência e protecção aos refugiados iraquianos, que estão sobretudo na Jordânia e na Síria, mas também por toda a parte. E, ao mesmo tempo, mobilizar o apoio da comunidade internacional em relação aos países que lhes dão acolhimento com grande generosidade, mas com um impacto muito negativo na sua economia e na sua sociedade”, disse.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon viajará ao Egipto para lançar o Pacto Internacional para o Iraque.