Autoridade Palestina diz que se envergonha de seqüestro de repórter da BBC

Autoridade Palestina diz que se envergonha de seqüestro de repórter da BBC

Vice-ministro das Relações Exteriores, Ahmed Sobeh, disse à Rádio ONU, que governo palestino está fazendo tudo para que Alan Johnston retorne são à casa; Secretário-Geral da ONU pediu a libertação do jornalista. Boletim: Mônica Valéria Grayley.

O repórter foi levado em 12 de março quando saía do escritório da BBC em Gaza, nos territórios palestinos.

Segundo a BBC, o grupo que mantém Johnston em cativeiro não fez nenhum contato com a empresa desde o desaparecimento do jornalista.

Nesta entrevista exclusiva à Rádio ONU, de Ramalllah, Ahmed Sobeh, disse que a Autoridade Palestina está fazendo o que pode para libertar o repórter.

“Sentimos vergonha de que Alan Johnson ainda esteja seqüestrado. Nós pedimos desculpa à sua família e a todos os jornalistas do mundo. Estamos fazendo tudo que esteja ao alcance de nossas mãos para poder ter Alan de novo, são e salvo para a sua família e para a sua profissão. Estamos informando tanto ao governo britânico como à BBC todos os dados que temos. Estamos trabalhando de uma maneira decidida para resolver esse caso o mais rápido possível”, disse.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, já pediu, pelo menos duas vezes, para que Alan Johnston seja libertado.

O último apelo de Ban foi feito durante O Dia Mundial de Liberdade de Imprensa em 3 de maio.

Da Rádio ONU em Nova York, Mônica Valéria Grayley.