Angola eleita para o Conselho de Direitos Humanos da ONU

Angola eleita para o Conselho de Direitos Humanos da ONU

A Assembleia Geral da ONU elegeu nesta quinta-feira 14 novos países-membros para o Conselho dos Direitos Humanos. O embaixador de Angola, Ismael Martins(foto) esteve presente à votação.

O embaixador de Angola nas Nações Unidas, Ismael Martins (foto), falou à Rádio ONU, sobre a importância da eleição do país para o Conselho dos Direitos Humanos.

“É uma forma de nos encorajar a permanecer coerentes naquilo que tem sido a nossa posição de defesa dos direitos humanos em Angola e no mundo. Naturalmente que nós temos vindo a fazer um esforço grande e esta eleição é uma forma de nos encorajar a continuar na mesma senda”.

Ao todo, a África tem 13 dos 47 assentos.

Na América Latina entraram Bolívia e Nicarágua.

As normas das Nações Unidas estabelecem que cada um dos 47 representantes do Conselho deve ser votado de forma individual e obter a maioria de votos.

E em Uganda, o subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários, John Holmes, disse que serão necessários, pelo menos, quatro anos para reconstruir o norte do país após duas décadas de conflitos.

Holmes, que está visitando a África, passou a noite num campo de refugiados. Ele se encontrou com o presidente ugandês, Yoweri Kaguta Museveni.