Radialista assassinado no Haiti

Radialista assassinado no Haiti

A missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti, Minustah, condenou o assassinato do radialista haitiano, Alix Joseph. Boletim: Mônica Valéria Grayley

O jornalista, diretor da Rádio Provinciale, foi morto em 16 de maio em Gonaives, por homens armados.

A Minustah, que é comandada pelo Brasil, disse que o assassinato foi cruel e se soma à lista de outros crimes cometidos contra profissionais da imprensa no Haiti.

A missão da ONU no país também se solidarizou com outros integrantes da mídia haitiana que continuam lutando pelo fim da impunidade para assassinos no país.