Índios Urbanos, a luta da integração

Índios Urbanos, a luta da integração

Os desafios enfrentados por índios brasileiros que migram para grandes cidades foi um dos temas do Fórum Permanente sobre Assuntos Indígenas na sede da ONU. O assunto foi parte das discussões periféricas sobre a situação dos indígenas e de seus territórios. A Rádio ONU conversou com as lideranças indígenas: Marcos Terena, Marcos Júlio Aguiar, Tatiana Azambuja e o índio Pirakuman, do Xingu, sobre a realidade brasileira.

A escritora Tatiana Azambuja, autora do livro “Direito ao Pão Novo” falou à Rádio ONU, em Nova York, sobre a situação dos índios em Dourados, no Mato Grosso do Sul.

“O que a gente percebe é que ele sai da aldeia porque não tem condições de sobrevivência ali. Realmente em busca de uma vida melhor, de melhores perspectivas de vida. E na região de Dourados, no Mato Grosso do Sul, nós sabemos o grande conflito fundiário que há ali. A falta de terra é muito grande e o preconceito também é muito grande. A discriminação que eles sofrem, eu acredito, que seja bem maior do que em Campo Grande que é a capital”, diz.

Um dos participantes do forum, o índio Pirakuman da Organização Indígena Portal do Xingu, no Mato Grosso, disse que não se adaptou à vida na cidade.

“Comecei a viajar desde de pequeno e ainda não me acostumo com essa idade. Trabalhei em Brasília 4 anos. Viver na cidade é ruim porque na cidade, vocês têm um costume diferente da gente. Vocês trabalham, sobrevivem com dinheiro a gente não. A gente fica livre na aldeia, então não tem aquela questão de dívidas, contas, na cidade é diferente”, afirma.

O Fórum Permanente sobre Assuntos Indígenas ocorre todos os anos na sede da ONU. A sessão deste ano reuniu mais de mil indígenas.

Reportagens e Destaques, programa da Rádio ONU em Nova York

Apresentação: Mônica Valéria Grayley

Produção: Sandra Guy, Eduardo Costa e Camilla Menezes

Direção Técnica: Peter Kurisco