PMA apóia mercados agrícolas de países em desenvolvimento
BR

30 maio 2007

Especialistas do mercado de cereais, economistas e representantes de governos estão reunidos em Roma, Itália, para debater novas formas de incentivar os mercados agrícolas dos países em desenvolvimento.

A reunião é organizada pelo Programa Mundial de Alimentos, PMA, com o patrocínio dos governos da Bélgica e da Suécia.

O porta-voz do PMA, Barry Came, contou à Rádio ONU, de Roma, os resultados do modelo de incentivo, que começou em 2006.

“No ano passado, por exemplo, 77% de nossas compras foram feitas em países em desenvolvimento. Mais de 1,5 milhão de toneladas de produtos com o valor de 460 milhões de dólares”, disse.

A diretora-executiva do PMA, Josette Sheeran, disse que a iniciativa beneficia não só as pessoas que passam fome como também os agricultores.

Ainda nesta quarta-feira, o Programa Mundial de Alimentos anunciou que suspendeu as operações em Uganda, após o assassinato de um dos seus funcionários, ocorrido na terça-feira, durante uma emboscada na região de Karamoja, no nordeste do país.

Segundo a agência da ONU, a vítima, o motorista, Richard Achuka, de 41 anos, voltava à base após distribuir alimentos a escolas na região.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud