FAO alerta para casos de febre aftosa em Coreia do Norte

FAO alerta para casos de febre aftosa em Coreia do Norte

O ressurgimento de febre aftosa na Coreia do Norte envolve casos isolados que estão sob controle, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, FAO.

Depois de percorrer a zona pecuária da Coreia do Norte durante uma semana, inspectores da FAO constataram não haver razão para alarme ou temor de disseminação incontrolada da febre aftosa na região.

O ressurgimento da doença na Coreia do Norte, entretanto, surpreendeu as autoridades sanitárias internacionais, como explica Roberto Mercado, chefe de Mobilização de Recursos da FAO.

“É totalmente inesperado, porque a Coreia está livre de febre aftosa desde 1960, ninguém esperava isso. E, aparentemente, é um caso muito pontual, não é uma epidemia, ou nada disso. E, de acordo com nossos técnicos que estiveram na Coreia recentemente, a situação está sob controle”, afirmou.

Até o momento, a febre aftosa foi diagnosticada em quatrocentas cabeças de gado e 2,6 mil suínos da Coreia do Norte.

Há 25 anos, a FAO busca a erradicação da doença no mundo, o que já ocorreu na Europa.