Pobreza afeta 1 em cada 2 habitantes da América Latina e Caribe BR

Pobreza afeta 1 em cada 2 habitantes da América Latina e Caribe

A pobreza afeta mais de 50% dos habitantes da América Latina e Caribe, de acordo com o Panorama Social 2006, divulgado pela Cepal, a Comissão Econômica da Nações Unidas para a região.

Mesmo assim, a Cepal calcula a existência, em 2006, de 284 milhões latino-americanos e caribenhos pobres. Isto representa 53,4% da população total. Destes, 79 milhões ou 14,7% vivem em condições de extrema pobreza.

Carlos Mussi, oficial de assuntos econômicos da Cepal no Brasil, comenta para a Rádio ONU onde se concentra esta população carente.

“Há uma característica de concentração da pobreza em regiões rurais, especialmente as mais pobres dessas regiões, como é o caso do nordeste brasileiro. Mas também já se observa algum movimento dessa pobreza, que é menor, mas onde se vê ela cada vez mais resistente também, em algumas áreas periféricas das grandes metrópoles” disse.

Os dados da Cepal indicam que a pobreza deve continuar diminuindo na América Latina e Caribe.