Especialistas da ONU debatem comércio ilegal de armas pequenas

Especialistas da ONU debatem comércio ilegal de armas pequenas

Um grupo de especialistas governamentais sobre o comércio ilegal de armas leves iniciou, em Nova York, um debate sobre a preparação de um relatório, que deve ser apresentado à próxima sessão da Assembleia Geral da ONU.

O repórter da Rádio ONU, Alan Spector, tem mais informações.

“O grupo de especialistas governamentais está discutindo formas de aumentar a cooperação internacional para combater e erradicar o tráfico ilegal de armas leves.

Poucos países possuem uma legislação adequada para regular as actividades dos agentes ilegais de armas ligeiras, que operam, hoje em dia, de qualquer lugar no mundo.

Um dos objectivos do grupo formado pela Assembleia Geral da ONU, em 2005 é fazer recomendações aos governos sobre possíveis medidas a serem adoptadas para controlar o tráfico ilegal.

O comité é composto por especialistas de 25 países diferentes, como Brasil, Argentina, Quénia, África do Sul, França e Estados Unidos, que estarão reunidos na sede das Nações Unidas, em Nova York, até a próxima sexta-feira”.

Segundo o Instituto Sou da Paz, com sede em São Paulo, mais de 500 mil pessoas morrem anualmente por armas de fogo.