Ocha alerta para superlotação de campos de refugiados em Darfur

Ocha alerta para superlotação de campos de refugiados em Darfur

O Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, Ocha, informou que os campos de refugiados da região sudanesa de Darfur estão sobrecarregados.

Segundo a agência da ONU, confrontos entre forças do governo, milícias e rebeldes continuam provocando a fuga de milhares de pessoas.

O porta-voz do Acnur, William Spindler, falou à Rádio ONU, de Genebra, sobre as razões que levam os refugiados a trocar de campos ao fugir da violência.

“Esse fim de semana, transferimos pessoas dos centros de refugiados chadianos, na fronteira entre Sudão e Chade, a um acampamento para refugiados em Darfur. Em um comboio, que levava pouco mais de 200 pessoas e seus pertences também na aldeia de Arara, que se encontra na fronteira para a capital do Darfur Ocidental”, afirmou.

A violência na província de Darfur, desde 2003, matou 200 mil pessoas e obrigou 2,5 milhões a fugir de suas casas.

O novo subsecretário-geral para Assuntos Humanitários, John Holmes, iniciou, nesta terça-feira, uma viagem oficial à Africa. Ele deverá visitar, Sudão, Chade e a República Centro-Africana.

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que desde o início dos choques em Darfur, mais de 120 mil chadianos tiveram que deixar suas casas.