Missão no Iraque investiga explosão durante visita de Ban Ki-moon BR

Missão no Iraque investiga explosão durante visita de Ban Ki-moon

A porta-voz do Secretário-Geral da ONU, Marie Okabe, disse que a missão da ONU no Iraque está investigando uma explosão ocorrida durante uma visita de Ban Ki-moon à capital Bagdá.

Ban Ki-moon concedia a entrevista, ao lado do premiê do Iraque, Nouri al-Maliki, quando o forte estrondo foi ouvido no local.

Okabe disse que ninguém ficou ferido. Os explosivos teriam caído cerca de 100 metros do edifício que abriga o gabinete do premiê iraquiano. A área, conhecida como Zona Verde, conta com um reforçado aparato de segurança.

Após a explosão, Ban continuou seu discurso.

Ele disse que as Nações Unidas permanecem comprometidas em ajudar o governo iraquiano. E citou alguns exemplos como a atuação na organização das eleições e a ajuda durante a constituinte do país.

Ele anunciou que a ONU auxiliará o governo do Iraque num processo de revisão da constituição e também em áreas de assistência humanitária.

Um dia antes da explosão, o porta-voz do Alto-Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, William Spindler disse, de Genebra, que a violência no Iraque não só gera mais refugiados, mas também dificulta o trabalho de ajuda humanitária.

“Nesse momento a situação dentro do Iraque continua a ser muito volátil e muito violenta. Dentro do Iraque de 40 mil a 50 mil pessoas são forçadas a fugir por causa da violência. A curto prazo, não vemos uma situação de melhorias”, conclui.

Bagdá foi a primeira parada de uma viagem oficial de Ban Ki-moon ao Oriente Médio. É também a primeira vez que o Secretário-Geral da ONU visita o Iraque, desde que assumiu o cargo em janeiro.