Circuncisão masculina ajuda a prevenir vírus do Sida, diz OMS

Circuncisão masculina ajuda a prevenir vírus do Sida, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde, OMS, informou que a circuncisão masculina ajuda a prevenir o risco de contaminação com o vírus do HIV/Sida.

O médico do Departamento de HIV/Sida da OMS, Marco Vitória, disse à Rádio ONU, de Genebra, que a prática não deve ser vista como um método de prevenção 100% seguro.

“A circuncisão masculina mostrou-se efectiva em estudos realizados na África, mas sua aplicação deve ser vista, primeiro, dentro de um pacote como uma opção a ser somada às que já existem. E também levando em conta se isso é factível dentro do contexto de infra-estrutura e sócio-cultural dos países que estão considerando seu uso”, explicou.

O estudo da OMS, realizado em parceria com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Sida, Unaids, revela que homens não-circuncidados estão sujeitos a mais contaminações e bactérias.

Os países analisados na pesquisa foram Quénia, Uganda e África do Sul.