Unesco premia jornalista russa assassinada Anna Politkovskaya
BR

30 março 2007

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura anunciou um prêmio póstumo à jornalista russa Anna Politkovskaya (foto). A repórter foi assassinada dentro do prédio em que morava em Moscou, em outubro passado.

E nos Estados Unidos, dezenas de editores, executivos e estudantes de vários países estão participando, na Universidade do Texas, do 8º Simpósio Internacional sobre Jornalismo Online.

O evento é apoiado pela Unesco. O promotor do simpósio e diretor de Comunicação da Unesco na Universidade do Texas, Rosental Calmon Alves, falou à Rádio ONU, que a internet está mudando o compartamento da audiência em geral.

“O simpósio deste ano está muito focalizado na transformação dos jornais. Uma delas, é o reconhecimento que estamos passando de uma audiência passiva para uma audiência ativa, do monólogo para o diálogo”, disse.

Calmon Alves diz que o jornalismo online no Brasil deve ser expandido ainda mais para todas as classes sociais.

“O Brasil tem uma situação privilegiada porque, em número absolutos, acredito que tenhamos 30 milhões de usuários de internet embora a penetração seja porcentualmente baixa. O que eu quero é que a gente não fique paralisada em não desenvolver o jornalismo online, esse novo tipo de comunicação, nos países menos desenvolvidos porque alguns pensam que é uma coisa elitista. Tudo é elitista nos nossos países”, explicou.

O simpósio termina neste sábado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud