Conselho de Direitos Humanos quer missão integrada para Darfur

30 março 2007

Orgão da ONU sugeriu a criação de uma missão que deverá averiguar a aplicação das recomendações das Nações Unidas para deter alegações de violações dos direitos humanos em Darfur, no Sudão.

Segundo o organismo da ONU, o texto da resolução foi resultado de uma concertação entre países árabes e africanos e representantes de países europeus, que tinham preparado uma proposta mais dura. O documento final retira qualquer menção às responsabilidades do governo sudanês por ataques contra a população civil e trabalhadores humanitários.

A resolução reconhece ainda a importância de um relatório preparado por uma missão de alto nível do Conselho de Direito Humanos sobre Darfur, apresentado no princípio do mês. O relatório foi elaborado por um grupo de especialistas, dirigido pela americana Jody Williams, Prêmio Nobel da Paz. De acordo com a ONU, a equipe teve recusado o acesso ao território sudanês pelo governo de Cartum.

O representante do Sudão na reunião disse que o seu governo tem dado sinais sinceros de cooperação com o Conselho dos Direitos Humanos. Ele acrescentou que as autoridades do país respeitam o diálogo entre nações e encorajam o trabalho tanto do Conselho dos Direitos Humanos tanto quanto o de sua Missão de Alto Nível para investigar alegações de violações dos direitos humanos em Darfur.

Segundo as Nações Unidas, a violência em Darfur já provocou 2,5 milhões de deslocados e mais de 200 mil mortos desde 2003.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud