Cheias em Moçambique

Cheias em Moçambique

O Programa Alimentar Mundial, PAM, alertou para riscos de agravamento da situação em Moçambique por causa das enchentes que afectam o país. A ONU está usando helicópteros para resgatar vítimas e lançar donativos. O embaixador de Moçambique nas Nações Unidas, Filipe Chidumo (foto), disse que ainda não se sabe o número exato de afectados.

As áreas mais afectadas são as províncias de Zambézia, Sofala e Manica, no centro do país, onde as cheias já provocaram pelo menos 29 mortes.

O embaixador de Moçambique nas Nações Unidas, Filipe Chidumo, disse à Rádio ONU, que não exclui a possibilidade do seu governo vir a pedir ajuda internacional, desde que seja bem coordenada.

“Nunca se pode negar ajuda. O problema principal é que todos aqueles que têm interesse em apoiar o país, e temos que agradecer a todos eles, que não o façam de forma descoordenada. Não pode haver uma decisão sobre que tipo de apoio que o governo necessita sem que ele seja consultado”, disse.

Apresentação: Jorge Soares

Entrevista de Mônica Valéria Grayley

Produção: Sandra Guy, Kacy Lin e Alan Spector

Direção Técnica: Willie Correa