Timor-Leste e Alemanha analisam acordo de parceria, diz Ramos Horta

Timor-Leste e Alemanha analisam acordo de parceria, diz Ramos Horta

O primeiro-ministro do Timor-Leste, José Ramos Horta, anunciou que o governo da Alemanha está analisando a possibilidade de parceria com o país asiático na área de educação.

Nesta entrevista ao Serviço Português da Deutsche Welle, em Bona, Ramos Horta explicou como a parceria poderia funcionar.

“O responsável pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros irá a Timor em meados de Março para ver novas áreas de cooperação, alguma áreas que eu avancei, apoio em bolsas de estudos a timorenses para estudar em Timor ou nas Filipinas sustentada pela Alemanha. A resposta foi muito positiva, que a Alemanha financiasse um ou mais técnicos, alemães ou asiáticos dos países, sobretudo, da Ásia para ajudar o governo de Timor-Leste para adesão Asean”, disse.

O chefe do governo timorense deve chegar neste fim de semana a Díli, capital do Timor-Leste, onde deverá decidir se será candidato às eleições presidenciais, marcadas para 9 de Abril.

No início da semana, Ramos Horta esteve na sede da ONU, em Nova York, para uma reunião no Conselho de Segurança, que decidiu renovar o mandato da missão no Timor por mais oito meses.

Uma ex-colónia portuguesa, o Timor-Leste, no sudeste da Ásia, foi anexado pela Indonésia na década de 1970 e se tornou independente em 2002 após um referendo da ONU.