Tribunal da ONU revela suspeitos de crimes de guerra em Darfur

27 fevereiro 2007

Promotores do Tribunal Penal Internacional, TPI, divulgaram o nome de dois suspeitos de participação em crimes de guerra e contra a Humanidade em Darfur, no Sudão.

O anúncio foi feito em Haia, na Holanda, pelo promotor Luis Moreno Ocampo.

Moreno Ocampo disse que os suspeitos praticaram ataques contra civis alegando que as vítimas estariam apoiando grupos rebeldes.

Entre as acusações estão estupros, tortura e assassinatos em massa.

Ainda segundo a alegação, os crimes teriam sido cometidos entre Agosto de 2003 e Março de 2004, causando a morte de 200 mil pessoas.

O promotor do tribunal da ONU afirma que as provas teriam sido recolhidas em 20 meses de investigação, com entrevistas conduzidas fora de Darfur para proteger as testemunhas.

De acordo com o promotor, foram colhidas cerca de 100 declarações em 17 países.

Após as evidências apresentadas pela promotoria, os juízes do Tribunal Penal Internacional terão que decidir se abrem inquérito para apurar as denúncias e se emitem mandado de prisão dos suspeitos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud