Doenças neurológicas afectam 1 bilhão de pessoas no mundo, diz OMS

28 fevereiro 2007

Um relatório da Organização Mundial da Saúde, OMS, sugere que cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo sofrem com doenças neurológicas.

O coordenador do relatório, o médico brasileiro José Bertolote, disse à Rádio ONU, de Genebra, que apesar de menos citados, casos de dores de cabeça fortes não devem ser deixados de fora.

“A inclusão da cefaleia no relatório causa muitas perguntas por parte de jornalistas e, por vezes, de outras pessoas: “Mas dor de cabeça é coisa séria?” Dor de cabeça é coisa muito séria! Por dia, apenas nos Estados Unidos, mais de 1 milhão de pessoas deixam de comparecer ao trabalho ou à escola por causa de dor de cabeça. Ou seja, não é uma dorzinha de cabeça; é uma dor de cabeça que é um problema médico”, disse.

A directora-geral da OMS, Margaret Chan afirmou que na África, 9 de cada 10 pacientes de epilepsia não recebem tratamento apesar dos avanços da ciência.

O coordenador do relatório da OMS disse que se tratada, a epilepsia não representa um risco maior.

“Epilepsia é uma condição em que, na imensa maioria dos casos, em quase todos, as crises podem ser perfeitamente controladas com um tratamento muito barato. O tratamento de epilepsia custa cerca de U$ 2,00 por ano, por pessoa. Ou seja, não dá para dizer que não trata porque é caro”, disse.

Segundo a OMS, medidas simples podem evitar acidentes que levem a problemas neurológicos como por exemplo, usar cinto de segurança e capacetes no trânsito.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud