Agências da ONU se unem no combate à gripe aviária no Vietnã BR

Agências da ONU se unem no combate à gripe aviária no Vietnã

Um grupo de agências da ONU, entre elas a Organização Mundial da Saúde, está coordenando um programa com o governo do Vietnã para combater a gripe aviária no país.

No mês passado, pelo menos 40 mil aves foram mortas após um caso de gripe aviária numa fazenda do Vietnã, o primeiro em um ano.

O país, ao lado da Indonésia, tem o maior número de vítimas fatais da doença.

O especialista da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, Juan Lubroth, disse à Rádio ONU, de Roma, que o Vietnã tem ajudado na troca de informações para combater a gripe.

“Temos uma campanha de vacinação no Vietnã mas não é 100% então temos ainda animais suscetíveis, que o vírus pegou. Há doenças notificadas, ou seja, não escondidas. Temos que dizer que a responsabilidade é do Ministério da Agricultura, que é encarregado de anunciar e declarar o surto de gripe aviária no Vietnã”, afirma.

A nova diretora-geral da Organização Mudial da Saúde, Margaret Chan, disse que a gripe aviária é uma ameaça global.

A chefe da OMS, prometeu fazer do combate à doença uma de suas prioridades no cargo.

A gripe já matou 157 pessoas, a maioria na Ásia.

Nesta terça-feira, Chan nomeou seu substituto no posto, o médico Asamoa-Baah, de Gana.