Picadas de animais fazem 12 milhões de vítimas por ano, diz OMS BR

Picadas de animais fazem 12 milhões de vítimas por ano, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde, OMS, informou que existe uma grande carência de soro para tratamento de pessoas que sofrem mordidas de cães, serpentes e outros animais venenosos.

Nesta quarta-feira, um grupo de especialistas se reúne em Genebra, na Suíça, para discutir o aumento de acesso a tratamento de vítimas em países em desenvolvimento.

Fan Hui Wen, especialista em saúde do Instituto Butantan, em São Paulo, disse à Rádio ONU, de Genebra, o que não deve ser feito em nível de primeiros-socorros a vítimas de picadas de cobra.

“Não amarrar, não cortar porque isso vai fazer sangrar o local e provocar infecção. Também não se deve fazer sucção ou aplicar nenhuma substância sobre o local porque nós sabemos que não existe nada que possa remover o veneno, uma vez que foi inoculado. E a orientação que se tem é: lavar a região com água e sabão, manter o mais limpo possível e transportar o indivíduo para um local onde ele possa receber o tratamento adequado”, recomendou.

Segundo a OMS a falta de disponibilidade de medicamentos deve-se ao custo excessivo do soro terapêutico.

A OMS está preparando um programa de cinco anos para reforçar a produção dos soros terapêuticos. O que deve custar cerca de US$ 10 milhões.