Louis Loures, 12/01/07

Louis Loures, 12/01/07

O diretor-adjunto para Iniciativas Globais do Unaids falou sobre os países com o maior número de contaminações na região do sudeste asiático

A Associação dos Países do Sudeste Asiático, Asean, está realizando uma sessão especial sobre formas de combater o HIV/Aids na região. A sessão faz parte do encontro de cúpula da Asean, que ocorre em Cebu nas Filipinas.

Segundo o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre Aids, Unaids, o sudeste da Ásia é a segunda maior região do mundo em portadores do HIV após a África.

O diretor-adjunto para Iniciativas Globais do Unaids, Louis Loures, falou à Rádio ONU, de Genebra, sobre os países com o maior número de contaminações na região.

“Países como Tailândia, Camboja, Mianmar são os países que têm, hoje, dentro da Ásia, os mais altos índices de HIV/Aids. Isso foi conseqüência, no primeiro momento, de uma transmissão, principalmente, através do uso de droga injetável e, também, da transmissão associada ao trabalho sexual. Mas, a epidemia tem evoluído e mudado as formas de transmissão. E, hoje, o que se nota é que, cada vez mais, há mulheres infectadas em relações ditas estáveis, com parceiro masculino que vem se infectando”, afirma.

Ainda segundo o Unaids, os chefes de Estado da Asean devem adotar uma declaração sobre Aids confirmando o compromisso da região de priorizar políticas nacionais de combate à doença.