Ban Ki-moon diz que ONU e Estados Unidos têm muitos pontos em comum

Ban Ki-moon diz que ONU e Estados Unidos têm muitos pontos em comum

Numa reunião com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, discutiu a situação do conflito israelense-palestino e do Iraque.

Ban Ki-moon que assumiu as Nações Unidas, no início deste mês, falou, após o encontro, sobre a relação entre Estados Unidos e ONU.

Ban disse que as Nações Unidas precisam de uma forte participação e apoio dos Estados Unidos.

Segundo ele, como país que abriga a sede da organização, os Estados Unidos e a ONU têm objectivos em comum, como por exemplo, a promoção dos direitos humanos, da democracia, da liberdade, paz e segurança.

Em seu encontro com Bush, o Secretário-Geral também pediu à comunidade internacional para ajudar a restabelecer a paz e a estabilidade no Iraque.

E a reforma da ONU também não ficou de fora das discussões.

Segundo Ban Ki-moon, as Nações Unidas devem mudar para se transformar numa organização regida pelos mais altos princípios éticos com um sistema eficaz.

Ele disse que está empenhado com as reformas e que precisa do apoio do todos os países-membros.