Vladimir Monteiro, 30/01/07

Vladimir Monteiro, 30/01/07

Encarregado de informação da Onugbis fala sobre suspensão do mandado de prisão ao ex-premiê da Guiné-Bissau, Carlos Gomes Júnior.

O representante do Secretário-Geral das Nações Unidas em Guiné-Bissau, Shola Omorigie, informou que o governo guineense decidiu suspender a ordem de prisão contra o ex-primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior.

Gomes que é actual líder do Paigc, o maior partido de oposição do país, se refugiou na sede da ONU alegando se sentir ameaçado.

O encarregado de informação do Onugbis, Vladimir Monteiro, falou à Rádio ONU, de Bissau, sobre o fim da crise que manteve Carlos Gomes Júnior refugiado durante 19 dias na sede da ONU.

“A decisão foi anunciada no Sábado com o levantamento do mandado de captura a Carlos Gomes Júnior, pelo Governo da Guiné-Bissau. Entretanto, o senhor Carlos Gomes ficou ainda nas instalações das Nações Unidas até hoje, mas o Onugbis recebeu uma carta do Ministério da Justiça confirmando o levantamento. Carlos Gomes está neste momento abandonando as instalações da ONU na Guiné-Bissau”, disse Monteiro.