Acnur prepara-se para êxodo massivo de somalis

28 dezembro 2006

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados, Acnur, anunciou, nesta quinta-feira, que está a mobilizar o seu pessoal e recursos para fazer face a uma possível fuga de milhares de pessoas da Somália, na sequência dos violentos combates que se vêm registando há mais de uma semana.

Agências de notícias internacionais falam em milhares de mortos, entre civis e militares, nas últimas horas, como consequência dos confrontos que opõem forças do governo de transição e rebeldes da União dos Tribunais Islâmicos, na Somália.

Francois Lonseny Fall, representante do Secretário-Geral, Kofi Annan, para a Somália informou ao membros do Conselho de Segurança que tropas da Etiópia estão combatendo ao lado das forças do governo de transição somali.

Ele disse que há notícias sobre a presença da Eritreia do lado dos rebeldes da União dos Tribunais Islâmicos. Fall acrescentou que a Eritreia tem negado o seu envolvimento no conflito.

Por seu lado, o Secretário-Geral da ONU apelou aos países vizinhos para se manterem fora do espiral de violência que se vive na Somália.

Kofi Annan telefonou ao primeiro ministro da Etiópia, Meles Zenawi, e ao presidente do Quénia, Mwai Kibaki, solicitando o seu apoio para ajudar a deter o avanço da violência na região.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud