Unrwa diz que 1 milhão de palestinos não sobrevivem sem ajuda BR

Unrwa diz que 1 milhão de palestinos não sobrevivem sem ajuda

O diretor da Agência da ONU de Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa, disse que cerca de 1 milhão de refugiados estão dependendo de ajuda para sobreviver por causa da crise econômica em Gaza.

John Ging disse à Rádio ONU que as recentes operações militares de Israel estão agravando a situação na região, onde quase 90% dos refugiados vivem na pobreza.

Leia as informações da repórter da Rádio ONU em Tel Aviv, Daniela Kresch.

"As incursões militares israelenses na Faixa de Gaza e a severidade da crise econômica que atinge os palestinos aumentaram a demanda de assistência humanitária da Unrwa aos habitantes da região.

Foi o que revelou o diretor da Unrwa em Gaza John Guing em entrevista à Radio ONU.

Segundo Guing, a situação é difícil do ponto de vista de segurança.

Funcionários da Unrwa enfrentam dificuldades para evacuar áreas nas quais o exército israelense tem operado, além de manter o suprimento de remédios e de água.

Nesta quarta-feira, o exército israelense ocupou o norte de Gaza, na maior operação desde o seqüestro, em junho, do soldado Guilad Shalit por grupos extremistas palestinos.

Sete palestinos e um soldado israelense morreram em intensos combates.

De acordo com John Guing, outro fator que afeta a situação em Gaza é a crise econômica que começou em março, quando a ajuda internacional foi suspensa por causa da vitória eleitoral do grupo islâmico Hamas.

Desde então, aumentou de 650 mil para 830 mil o número de palestinos aos quais a Unrwa tem oferecido ajuda alimentar diária".