Annan quer ação imediata para proibir bombas de fragmentação BR

Annan quer ação imediata para proibir bombas de fragmentação

O Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, disse que a comunidade internacional tem que tomar medidas imediatas para proibir o uso de bombas de fragmentação e ogivas especialmente em áreas populosas.

Kofi Annan lembrou o uso deste tipo de munição durante o conflito no Líbano e disse que os efeitos das bombas é desumano e ilegal.

A porta-voz do Escritório da ONU para Ajuda Humanitária, Ocha, Elizabeth Byrs, disse que o apelo de Annan foi reforçado pelo subsecretário-geral Jan Egeland.

A porta-voz do Ocha informou que Egeland pediu a todos os países-membros da ONU que implantem o congelamento imediato do uso de bombas de fragmentação.

Segundo Egeland, a proibição é necessária até que a comunidade internacional produza instrumentos legais e eficientes para combater o problema.

O Centro de Coordenação da ONU sobre a Ação de Minas, no sul do Líbano, informou que a densidade dos explosivos na região é maior que a registrada na província de Kosovo, nos Bálcãs, e no Iraque.

As bombas de fragmentação são um risco atualmente para centenas de milhares de pessoas incluindo trabalhadores de agências humanitárias e tropas de paz, que estão no Líbano.