Brasil cai uma posição no ranking mundial de desenvolvimento humano BR

Brasil cai uma posição no ranking mundial de desenvolvimento humano

O Brasil caiu uma posição no ranking mundial de desenvolvimento humano, segundo o relatório publicado pelas Nações Unidas nesta quinta-feira. Na lista dos 177 países e territórios, o Brasil passou de 68 para a posição 69.

A Noruega ficou em 1º lugar no ranking.

O Relatório de Desenvolvimento Humano 2006 tem como tema, “A Água para lá da escassez: poder, pobreza e a crise mundial da água”.

O diretor da ANA, a Agência Nacional de Águas, no Brasil, Benedito Braga, disse à Rádio ONU que o documento apresenta o acesso à água como um direito de todos.

“Eles estão propondo que a água seja tratada como um direito humano fundamental, ou seja, o acesso à água potável. E até sugerem uma quantidade de 20 litros de água por habitante/dia, livre de qualquer custo. Essa água deveria ser dada às pessoas”, disse.

Segundo Benedito Braga, a corrente de especialistas que acredita que as próximas guerras serão por causa da água é no mínimo exagerada.

“Água não produz conflito, ela produz cooperação. Em todas as bacias que você vê, se já não existe, passa a existir. E aqui na Bacia do Prata, nós convivemos muito bem com nossos irmãos argentinos e paraguaios. Na Amazônia, temos a Organização do Tratado de Cooperação Amazônico. Temos um trabalho muito bom com todos os países da Bacia, ou seja, isso aí me parece que é para chamar a atenção das pessoas mesmo”, concluiu.

Ainda segundo o relatório da ONU, a falta de água e esgosto prejudica cerca de 150 milhões de alunos em todo o mundo.

No Brasil, o documento foi apresentado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud.

O relatório conta ainda com contribuições especiais do ministro britânico da Fazenda, Gordon Brown, do Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan e do presidente Lula.