Líbano pede ajuda para investigar assassinato de ministro BR

Líbano pede ajuda para investigar assassinato de ministro

O Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan,informou ao Conselho de Segurança que recebeu um pedido do premiê do Líbano, Foaud Siniora, para que a ONU ajude as autoridades do país a investigar o assassinato do ministro da Indústria do Líbano, Pierre Gemayel, na terça-feira.

Ele era conhecido por sua oposição à influência da Síria na política libanesa.

No mesmo dia, o Conselho de Segurança aprovou a criação de um tribunal especial para julgar os acusados de participação no assassinato de um outro político libanês, o ex-premiê Rafik Hariri. Ele foi morto em fevereiro de 2005 num atentado a bomba em Beirute.

O presidente rotativo do Conselho de Segurança, Jorge Boto-Bernales, afirmou que está satisfeito com o acordo fechado entre a ONU e o governo do Líbano sobre a futura estrutura do tribunal.

Vários políticos libaneses acusaram a Síria de participação no assassinato de Hariri, mas o goveno sírio nega qualquer envolvimento no caso.