Líderes jovens debatem Metas do Milênio em Nova York
BR

30 outubro 2006

Centenas de líderes jovens dos 192 países-membros da ONU estão reunidos em Nova York para promover as Metas do Milênio da organização.

O encontro, que começou no domingo, pretende usar o conhecimento técnico e a energia da liderança jovem para combater os desafios sócio-econômicos em várias partes do mundo.

Um dos destaques do encontro é o papel do esporte e da cultura na luta pelo desenvolvimento.

Cada país é representado por um casal de líderes jovens.

A psicóloga da Universidade de São Paulo, Mafoane Santos, que está em Nova York, falou à Rádio ONU sobre o papel da juventude brasileira.

“Nós temos uma série de problemas, que vão desde mitos com relação à participação da juventude, como por exemplo que a juventude não quer saber de nada, que os jovens não participam, o que não é verdade. Nós temos o maior contigente juvenil da história e é o contigente que mais tem participado, das mais diversas formas. Só que a gente tem que enfrentar uma realidade do desemprego, das universidades e às vezes nós não conseguimos conciliar porque não existem políticas que dêem vazão para isso. No Brasil, nós temos experiências interessantes, o problema é que não tem investimento. A área que menos tem investimento, quando pensamos em investimento por faixa etária, é a juventude” disse Santos.

O Encontro de Cúpula da Liderança Jovem Mundial deve terminar nesta terça-feira com a adoção de uma declaração final.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud