Tribunal de Haia critica Sérvia por não entregar Mladic
BR

21 agosto 2006

A promotora-chefe do Tribunal Criminal Internacional para Ex-Iugoslávia, Carla del Ponte, condenou o que ela chamou de fracasso da Sérvia em entregar o general Ratko Mladic às autoridades em Haia, na Holanda.

É o primeiro julgamento conjunto desde as atrocidades cometidas contra bósnios-muçulmanos.

Cerca de 8 mil homens e meninos estavam abrigados na área designada pela ONU como segura quando foram atacados e mortos por soldados sérvios-bósnios.

Todos os réus, indiciados por crimes de guerra e genocídio, negam as acusações.

O vice do general Mladic, Radislav Krstic, está cumprindo pena de 35 anos de prisão pela sua participação no massacre.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud