Crise no Timor-Leste

6 julho 2006

O embaixador do Timor-Leste na ONU, Luis Guterres (foto), disse que o Brasil pode ajudar seu país com o envio de tropas e policiais além de pessoal especializado em assuntos jurídicos.

Uma missão da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, esteve no Timor na primeira semana de julho para avaliar a situação.

Uma ex-colônia portuguesa, no sudeste da Ásia, o Timor-Leste foi atingido por uma onda de violência, em abril, que matou pelo menos 35 pessoas após soldados demitidos terem entrado em choque com tropas do governo.

Como resultado de uma série de conversações, das quais participou o enviado especial da ONU ao Timor-Leste Ian Martin, o líder rebelde major Augusto Tara entregou as armas.

Um novo governo interino deve ser anunciado em breve sob o comando do atual ministro do Exterior e Prêmio Nobel da Paz, José Ramos Horta. Nesta entrevista exclusiva à Rádio ONU, Guterres fala sobre a situação do país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud