PMA distribui comida a 30 mil refugiados da violência no Timor-Leste
BR

2 junho 2006

O Programa Mundial de Alimentos da ONU, PMA, está distribuindo comida a cerca de 30 mil refugiados no Timor-Leste.

Uma das maiores preocupações é o estado de grávidas sem acesso a serviços básicos de saúde nos campos de refugiados.

Na semana passada, o ministro do Exterior do Timor-Leste, José Ramos Horta, disse que estava abrigando alguns dos deslocados em sua própria casa.

“Estamos recuperando refugiados e tenho na minha casa também dezenas de pessoas deslocadas” disse Horta.

Na sexta-feira, Ramos Horta passou a acumular a pasta de segurança numa medida de emergência.

A onda de violência no Timor-Leste começou em abril após protestos de cerca de 600 soldados que haviam sido demitidos.

Os choques se intensificaram na semana passada, quando nove pessoas morreram e 27 ficaram feridas incluindo dois funcionários da ONU.

O Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, gravou uma mensagem pedindo paz ao Timor. E o enviado de Annan, Ian Martin, está no país discutindo com autoridades locais uma saída para a crise.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud