Funcionários da ONU impedidos de circular livremente no Nepal
BR

20 abril 2006

O porta-voz do Secretário-Geral da ONU, Stephane Dujarric, informou que os monitores de direitos humanos da ONU foram proíbidos de circular livremente no Nepal.

Na quinta-feira, mais três pessoas morreram em protestos contra o regime do rei Gyanendra, que suspendeu o Parlamento assumindo poderes especiais em fevereiro do ano passado. Vários líderes da oposição e defensores de direitos humanos foram presos.

Matthew Kahane, coordenador da ONU para Assuntos Humanitários no Nepal, disse que a polícia usou de violência para conter mais de 100 mil manifestantes. Segundo o coordenador da ONU, 120 pessoas ficaram feridas nos confrontos, a maioria na cabeça.

Kahane disse que os nepaleses protestam contra o que consideram uma violação de seus direitos fundamentais.

O coordenador da ONU falou ainda que os manifestantes estão saindo às ruas contra a violência e à falta de democracia desde que o rei Gyanendra suspendeu o Parlamento.

O Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, pediu ao rei Gyanendra que dê um passo corajoso para resolver a crise.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud