Assuntos da ONU

ONU suspende ajuda eleitoral a Honduras (Português Brasil)

Em comunicado, Ban Ki-moon disse que as atuais condições não são propícias à realização de eleições credíveis; ele apelou também ao respeito da inviolabilidade da missão diplomática brasileira em Tegucigalpa.

Obama abre conferência sobre proibição de testes nuclares
BR

Pela primeira vez em dez anos, os Estados Unidos participam do encontro.

Campanha no YouTube encoraja debate sobre clima

Iniciativa vai permitir a pessoas em todo o mundo interagir com presidentes e chefes de governo, através da colocação de mensagens de vídeo no site YouTube; projecto visa democratizar debate sobre aquecimento global.

Gaddafi critica poder de veto no Conselho de Segurança

Num discurso de quase duas horas na Assembleia-Geral, o seu primeiro em cerca de 40 anos, o líder líbio disse que a actual estrura de poder na ONU é injusta e antiquada.

Brasil pede regresso de Zelaya ao poder nas Honduras

Presidente Lula disse que sem vontade política, continuarão a proliferar golpes de estado como o que derrubou o presidente constitucional das Honduras, Manuel Zelaya; ele encontra-se refugiado na embaixada do Brasil, em Tegucigalpa, desde segunda-feira.

Obama destaca nova relação dos EUA com a ONU
BR

Presidente americano destacou o novo relacionamento do seu país com as Nações Unidas, incluindo o pagamento de dívidas, a adesão ao Alto Comissariado para Direitos Humanos e a assinatura da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

Obama defende nova era de cooperação internacional

Presidente americano destacou ainda o novo relacionamento do seu país com as Nações Unidas, incluindo o pagamento de dívidas, a adesão ao Alto Comissariado para Direitos Humanos e a assinatura da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

Lula pede retorno de Zelaya à presidência
BR

Presidente hondurenho deposto se encontra refugiado na embaixada brasileira em Tegucigalpa.

ONU pronta a assumir sua responsabilidade histórica, diz Ban

No seu discurso de abertura à sessão de debate geral da Assembleia-Geral, Ban Ki-moon afirmou que nunca como agora, houve a necessidade de actuar num espírito de renovado multilateralismo; ele revelou que vai convocar uma cimeira especial sobre as Metas do Milénio, em 2010.

Na Assembleia, Ban pede fim de armas nucleares
BR

No seu discurso de abertura à sessão de debate geral da Assembleia Geral, Ban Ki-moon afirmou que nunca como agora, houve a necessidade de atuar em um espírito de renovado multilateralismo; ele revelou que vai convocar uma cimeira especial sobre as Metas do Milênio, em 2010.