Migrantes e refugiados

70 anos da Agência da ONU para Refugiados

No dia 14 de dezembro de 2020, a Agência das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, completou 70 anos. O chefe da agência, Filippo Grandi, fez um apelo às lideranças mundiais: ajudar a colocar um fim aos deslocamentos forçados e à necessidade de continuar com a agência, criada em 1950 com planos de durar apenas três anos. Todos os dias o Acnur serve a pessoas refugiadas, deslocadas internas e apátridas. Conheça o trabalho da agência neste vídeo da ONU Brasil.

Vítimas de deslocamento aumentam em Cabo Delgado

Responsável de Relações Exteriores da Acnur em Moçambique, Juliana Ghazi revela que inúmeros ataques levaram mais pessoas a abandonarem as áreas de origem em Cabo Delgado, no extremo norte. Projeções apontam para o aumento de deslocados nos próximos meses.

OIM apoia Portugal a proteger migrantes durante pandemia
BR

Neste Destaque Especial, a encarregada pelo escritório da OIM em Lisboa, Sofia Cruz, diz que “é inegável todo o impacto que a pandemia está a ter na migração na mobilidade humana devido às restrições de viagem pelo mundo todo”; em entrevista à ONU News, ela destaca como a agência da ONU está apoiando a resposta em Portugal e fala sobre o que precisa mudar depois da crise de saúde.

Com Covid-19, pessoas que estão em movimento "enfrentam três crises de uma só vez"
BR

Acompanhe a mensagem do secretário-geral da ONU, António Guterres, sobre o impacto da pandemia sobre pessoas que estão em movimento; chefe da ONU defende que estas estão perante crise de saúde, socioeconômica e de proteção.

Morte de migrantes nas Américas, crianças no Sahel e campanha sobre saúde mental dos jovens

Neste #DestaqueONUNews, apresentado por Daniela Gross, número de migrantes mortos em travessias nas Américas é o mais alto desde 2014; quase 5 milhões de crianças vão precisar de assistência humanitária na região do Sahel este ano; e para encerrar: Portugal junta-se à campanha sobre saúde mental dos jovens.