Ajuda humanitária

Moçambique segue precisando de ajuda dois anos após ciclone Idai, diz Guterres 
BR

Tempestade tropical matou mais de 600 pessoas e afetou cerca de 1,8 milhão de moçambicanos no centro da nação africana; em vídeo, secretário-geral afirma que país sofre com “catástrofes atrás de catástrofes” e pede apoio da comunidade internacional. 

Repensando os sistemas alimentares

Para acabar de vez com a fome, é importante repensar os sistemas alimentares, como a produção, a distribuição e o consumo. E criar soluções inovadoras e sustentáveis. Saiba mais nesse vídeo da ONU Brasil.

Programa Mundial de Alimentos usa drones para responder a desastres de forma rápida e precisa

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, usa drones para avaliar e responder a desastres de forma rápida e precisa. Drones ajudam no combate à fome realizando operações de busca e resgate, mapeando danos após um desastre e monitorando inundações antes de tempestades. Saiba mais nesse vídeo traduzido pela ONU Brasil.

OIM em Moçambique fala dos desafios da ajuda humanitária aos afetados pelo ciclone Eloíse

A Organização Internacional para as Migrações, OIM, em colaboração com Governo de Moçambique, outras entidades das Nações Unidas e parceiros oferece resposta humanitária aos afetados pelo ciclone Eloíse no centro do país. A líder do grupo de saúde da OIM na Beira, Angélica Sitoe, revelou por que a situação de saúde merece primazia nas ações de auxilio.

Moçambique: OIM chama a atenção para doentes crônicos afetados pelo ciclone
BR

Província central de Sofala tem 360 mil pessoas precisando de apoio humanitário; recente tempestade causou sete mortes e deixou 15 feridos; falta de instalações de higiene pessoal aumenta preocupação em relação à transmissão da Covid-19. 

Representante do Unfpa em Moçambique fala da proteção aos afetados pelo ciclone Eloíse

O Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, uniu-se aos esforços liderados pelo Governo de Moçambique para avaliar os danos causados pelo ciclone Eloise na área central do país. A representante da agência em Moçambique, Andrea Wojnar, disse à ONU News em Maputo que as mulheres não param de dar à luz e os riscos de violência baseada no gênero aumentam durante situações de emergência como conflitos e desastres.

Moçambique: Unfpa atua para que ninguém seja esquecido entre afetados pelo ciclone  
BR

Há mais de 78 mil mulheres e raparigas afetadas pelo recente temporal; 63 mil são mulheres em idade reprodutiva e 15 mil adolescentes entre 10 e 14 anos; a agência da ONU quer urgência para evitar mortes maternas e gravidez indesejada. 

ONU diz que novo ciclone em Moçambique afetou 250 mil pessoas
BR

Eloíse atingiu o país no fim de semana na região central da Beira, que enfrentou a tempestade tropical Chalene há menos de um mês; mais de 18 mil estão deslocados agravando a crise na região que já sofre com violência e confrontos além da pandemia.

Organização Pan-Americana da Saúde reforça equipe em Manaus contra crise de Covid-19 
BR

Estado do Amazonas sofre colapso do sistema de saúde, acumulando recordes de casos do novo coronavírus e mortes por falta de oxigênio nos hospitais; além da Opas, várias agências da ONU estão no terreno ajudando os grupos mais vulneráveis.