Saúde

Tabaco mata cinco milhões de pessoas por ano no mundo
BR

OMS celebra 5º aniversário da Convenção sobre o Controle do Tabaco com alerta para o controle e prevenção no mundo; pesquisa recente mostra que só no Brasil cerca de 17% dos adultos são fumantes e 200 mil pessoas morrem por ano no país em consequência do tabaco.

ONU quer mais apoio internacional para a resposta à Aids no Haiti
BR

Unaids alerta que o país é o mais afetado pela epidemia no Caribe, com estimativa de 120 mil portadores do HIV antes do terremoto; relatório mostra que a Aids é impulsionada por relações heterossexuais e a maioria dos portadores do vírus, 53%, são mulheres.

Projecto da OIT apoia mulheres seropositivas nos Camarões

A iniciativa visa dar às mulheres que vivem com HIV-Sida mais independência financeira e melhorar a sua qualidade de vida; até agora, já ajudou mais de 100 mulheres em sectores como o comércio, alfaiataria, criação de animais e serviços de comunicações.

Japão doa US$ 2 milhões para campanha de vacinação no Haiti
BR

Assistência do governo japonês ao Unicef vai contribuir para imunizar crianças contra pólio, sarampo e tuberculose; ajuda soma-se à doação anterior de US$ 6,5 milhões para serviços de água e saneamento.

Abuso de medicamentos com receita médica cresce no mundo

Relatório da Junta Internacional de Fiscalização de Narcóticos recomenda que governos proíbam ou mantenham controle sobre o comércio de substâncias pela internet e centrais de atendimento por telefone; documento nota também que o tráfico de estupefacientes permanece um problema sério na África Ocidental.

ONU alerta para aumento do abuso de medicamentos no mundo
BR

Relatório da Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes ressalta o crescente abuso de novas substâncias psicoativas e prescritas, mais fáceis de conseguir e com menos controle internacional.

Mortes por doenças não transmissíveis vão crescer 17% no mundo
BR

OMS afirma que a maior alta será registrada na África, seguida pela região do Mediterâneo; doenças não infecciosas matam todos os anos cerca de 35 milhões de pessoas.

Doenças não infecciosas matam 35 milhões todos os anos

OMS estima que 8 milhões dessas mortes são prematuras e podem ser evitadas; maioria das vítimas vivem em países pobres ou de rendimento médio.

OMS diz que não há alteração na fase de pandemia do H1N1
BR

Após encontro com o Comitê de Emergência, Margaret Chan manteve três recomendações temporárias: países não devem fechar fronteiras ou restringir comércio internacional, continuar vigilância sobre doenças incomuns relacionadas à gripe e adiar viagens em casos de enfermidade.

Shakira e Banco Mundial lançam iniciativa na América Latina
BR

O ‘Programa de Desenvolvimento da Infância: Um Investimento para Toda Vida’ vai fornecer recursos nos próximos dois anos para projetos voltados para os jovens da região; existem 9 milhões de crianças na América Latina com menos de cinco anos que sofrem de desnutrição crônica.