Cultura e educação

Historiadora fala sobre “as lições que o mundo precisa aprender” em relações raciais

A acadêmica brasileira Ana Lúcia Araújo, autora do livro Slavery in the Age of  Memory, ou Escravidão na Era da Memória, falou à ONU News sobre o poder da educação na desconstrução de estereótipos e preconceitos; ela aborda temas como racismo, escravatura, escravidão e seus efeitos. 

Turma da Mônica: Juntos pela Igualdade!

A animação 2D “Juntos pela Igualdade” foi produzida por uma parceria entre a Maurício de Sousa Produções, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF), a ONU Mulheres e o PNUD Brasil.

Brasileiro criador de programa premiado pela Unesco explica importância da educação midiática
BR

O professor brasileiro Carlos Lima, criador do Programa Agências de Notícias Imprensa Jovem, foi um dos vencedores do Prêmio Aliança para Mídia e Informação 2020, promovido pela Organizaação das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco. O projeto ajuda professores e alunos de escolas públicas com atividades curriculares e fora da grade curricular sobre educação a distância, e o uso da mídia no ensino.

Desinformação no WhatsApp: o que você pode fazer para pará-la?

 

Muitas vezes recebemos mensagens de pessoas em quem confiamos, mas cuja origem ou veracidade não é possível determinar à primeira vista. #PenseAntesDeCompartilhar e verifique em fontes confiáveis se a informação recebida é verdadeira.  Saiba mais neste vídeo da campanha Verificado, das Nações Unidas.

Cátedra da Unesco no Brasil analisa relações de gênero nas universidades

Professora Nina Ranieri coordena Cátedra Unesco de Direito à Educação, da USP. Ela conversou com Ana Paula Loureiro sobre o funcionamento das Cátedras e os temas desenvolvidos na universidade brasileira, como liberdade acadêmica e disparidade de gênero.

Especial: Cátedra da Unesco no Brasil analisa relações de gênero nas universidades

Professora Nina Ranieri coordena Cátedra Unesco de Direito à Educação, da USP. Ela conversou com Ana Paula Loureiro sobre o funcionamento das Cátedras e os temas desenvolvidos na universidade brasileira, como liberdade acadêmica e disparidade de gênero.

Entrevista: Secretário da Cultura da Guiné-Bissau quer crioulo guineense como língua oficial
BR

António Spencer Embaló falou à ONU News, de Bissau, sobre a proposta que será enviada ao Conselho de Ministros para avaliação; se endossado, texto irá ao Parlamento do país como projeto de lei; segundo Embaló, 98% dos guineenses falam crioulo com base no censo de 1999.