África

Na ONU, Guiné-Bissau fala de estabilidade e empoderamento feminino

Ministra dos Negócios Estrangeiros, Suzi Barbosa, destaca a aposta do país em igualdade de gênero; em 24 de novembro, guineenses voltam às urnas para escolher o novo presidente do país.

Presidente de Angola diz que país “está aberto ao mundo”

João Lourenço discursou durante o debate de alto-nível da 74ª sessão da Assembleia Geral; chefe de Estado angolano destacou apoio e disse que o país enfrenta os desafios “com seriedade e transparência”.

Na ONU, Cabo Verde diz que está sendo muito afetado pelas mudanças climáticas

Ministro dos Negócios Estrangeiros cabo-verdiano falou à ONU News sobre Encontro de Cúpula de Ação Climática, que acontece esta segunda-feira; mais de 80 líderes de governo, do setor privado e da sociedade civil estão anunciando seus compromissos para combater a mudança climática.

ESPECIAL: Efeitos da mudança climática já são uma realidade na Guiné-Bissau   

Com a sua costa abaixo do nível do mar, o país é um dos mais ameaçados pela subida do nível dos oceanos;  26% do seu território já é reserva natural, o valor mais alto em toda a África Ocidental; acompanhe a quinta parte da série especial da ONU News.

Luanda abre Bienal para desenvolver cultura de paz em África

Iniciativa reúne perto de dois mil participantes durante cinco dias em Angola; participantes no primeiro dia do evento incluem presidente de Angola, presidente da Comissão da União Africana, diretora-geral da Unesco e Prémio Nobel da Paz de 2018. *

Angolana vence prémio Jovens Campeões da Terra

Em entrevista à ONU News, a bióloga Adjany Costa explica a importância do prémio do Programa da ONU para o Meio Ambiente; distinção é entregue em Nova Iorque a 26 de setembro.

Bióloga angolana Adjany Costa vence prémio Jovens Campeões da Terra

Ambientalista foi escolhida pelos esforços de conservação de água e biodiversidade; brasileira Anna Luísa Beserra foi outra dos sete premiados; distinção é entregue em Nova Iorque a 26 de setembro.

Seis meses após ciclone Idai, Moçambique precisa de mais US$ 398 milhões para apoiar afetados por crises

Necessidades agravadas por secas e inundações consecutivas podem prejudicar próximas colheitas; pelo menos 2 milhões de pessoas podem enfrentar graves níveis de insegurança alimentar até março.*

Jovens e mulheres no governo são “janela de oportunidade” na Guiné-Bissau, diz ONU

Encontro do Conselho de Segurança debateu situação no país lusófono; tráfico de droga, programa de reformas e situação econômica foram alguns dos temas abordados; eleições presidenciais estão marcadas para 24 de novembro.

Ruanda receberá milhares de refugiados vivendo em centros de detenção na Líbia
BR

Acordo prevê que mais de 10% dessas pessoas sejam transferidas nas próximas semanas; Acnur formalizou novo mecanismo com autoridades ruandesas e União Africana.