África

Seca severa no Chifre da África eleva casos de casamento infantil
BR

Meninas de até 12 anos são submetidas à força a mutilação genital e a realizar matrimônio; região passa pela crise mais grave de estiagem nos últimos 40 anos; 3,3 milhões de alunos saíram da escola e 1,8 milhão de menores precisam de ajuda imediata para sobreviver.

FAO pede US$ 172 milhões para evitar catástrofe humanitária e fome na África
BR

Plano de Resposta Rápida e Mitigação terá quatro prioridades: Djibouti, Etiópia, Quênia e Somália; novo cronograma irá de junho a dezembro deste ano.

Em Moçambique, refugiados apostam na agricultura para prover renda e subsistência
BR

País possui cerca de 28 mil refugiados; mais de 1 milhão de pessoas foram deslocadas a força devido conflitos e ciclones que atingiram o país; este número inclui refugiados que buscam asilo e deslocados internos.

Cortes de até 50% nas porções de comida prejudicam refugiados no leste da África
BR

Programa Mundial de Alimentos destaca situação complicada para civis na Etiópia, Quênia, Sudão do Sul e Uganda; se doadores não ampliarem financiamento, haverá cortes também para refugiados em Angola e em Moçambique.

Falta de financiamento leva PMA a suspender entrega de alimentos no Sudão do Sul
BR

Medida faz aumentar risco de fome para 1,7 milhão de pessoas; mais de 60% da população do país enfrenta insegurança alimentar, impulsionada pelo conflito, por fortes enchentes, seca localizada e alta no preço das commodities; agência precisa de US$ 426 milhões. 

Unicef: sem ação imediata, haverá uma “explosão em mortes” de crianças no Chifre da África
BR

Em comunicado, agência da ONU alerta que somente a Somália tem 386 mil crianças precisando desesperadamente de tratamento; para vice-diretora regional do Unicef, mundo precisa ampliar atenção além da guerra na Ucrânia; apelo foi feito ao G7, que deve se reunir na Alemanha este mês.

Nações Unidas condenam ataque à igreja que matou pelo menos 50 na Nigéria
BR

Chefe do Sistema ONU no país africano disse que em sua conta numa rede social que os responsáveis devem ser levados à justiça; ele enviou condolências às famílias das vítimas e ao povo nigeriano.

ONU elogia fim da pena de morte na República Centro-Africana
BR

Texto segue para promulgação do presidente do país; chefe dos Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, lembra que penalidade é incompatível com princípios fundamentais dos direitos humanos e da dignidade; país tem moratória da pena de morte desde 1981.