África

Agências da ONU apoiam pessoas que fogem da violência no norte de Moçambique
BR

Agências da ONU têm trabalhado tanto com os deslocados internos como com as comunidades de acolhimento à medida que o conflito se intensifica; até o momento, os ataques já deslocaram mais de 668 mil pessoas.

Começou campanha de vacinação contra Covid-19 em Guiné-Bissau
BR

A vacinação do presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, marcou o lançamento da campanha de imunização contra Covid-19 no país de língua portuguesa; país recebeu lote de vacinas da parceria Covax, liderada pela Organização Mundial da Saúde, OMS.

Moçambique: crise crescente em Cabo Delgado ainda sem atenção do mundo
BR

Fugindo de ataques insurgentes, cerca de 670 mil pessoas foram forçadas a deixar suas casas na província de Cabo Delgado, em Moçambique, em uma crise crescente que até agora não conseguiu atrair a atenção do mundo. A Agência da ONU para os Refugiados, Acnur, está trabalhando com as autoridades para monitorar e responder às necessidades das comunidades deslocadas e anfitriãs.

Dois anos do ciclone Idai em Moçambique

Esta segunda-feira, 15 de março, marca o segundo aniversário do ciclone que atingiu o centro de Moçambique afetando cerca de 1,8 milhão de pessoas e causando mais de 600 mortes. Em mensagem de vídeo, em português, o secretário-geral da ONU, António Guterres, reiterou a solidariedade das Nações Unidas para com o povo e o governo moçambicanos.

OIM em Moçambique fala dos desafios da ajuda humanitária aos afetados pelo ciclone Eloíse

A Organização Internacional para as Migrações, OIM, em colaboração com Governo de Moçambique, outras entidades das Nações Unidas e parceiros oferece resposta humanitária aos afetados pelo ciclone Eloíse no centro do país. A líder do grupo de saúde da OIM na Beira, Angélica Sitoe, revelou por que a situação de saúde merece primazia nas ações de auxilio.

Representante do Unfpa em Moçambique fala da proteção aos afetados pelo ciclone Eloíse

O Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, uniu-se aos esforços liderados pelo Governo de Moçambique para avaliar os danos causados pelo ciclone Eloise na área central do país. A representante da agência em Moçambique, Andrea Wojnar, disse à ONU News em Maputo que as mulheres não param de dar à luz e os riscos de violência baseada no gênero aumentam durante situações de emergência como conflitos e desastres.

ONU apoia Moçambique na resposta a ciclone Eloíse
BR

Neste Destaque ONU News, saiba como as agências da ONU estão ajudando o país de língua portuguesa depois do ciclone Eloíse, que atingiu o território no último fim-de-semana; pelo menos 250 mil pessoas foram afetadas e 18 mil deslocadas; coordenadora residente da ONU no país pede mais investimentos em resiliência climática.