Últimas notícias

OMS destaca dez principais causas de mortalidade
BR

Pneunomia, doenças cardiovasculares, HIV/Aids, diarréia e derrame cerebral são as que mais matam nos países mais pobres.

ONU felicita acordo de paz na Somália

Acordo entre governo de transição e rebeldes islamistas abrange cessar-fogo, o estabelecimento de um governo de unidade e a retirada das forças etíopes.

Malária e HIV/Sida matam mais em África, diz OMS (Português para África)

Estudo da agência revela que as cinco principais causas de mortalidade nos países mais pobres são pneunomia, doenças cardiovasculares, HIV/Sida, diarreia e derrame cerebral.

Alta comissária para os Direitos Humanos visita Colômbia (Português para o Brasil)

Em sua primeira viagem Navi Pillay (foto) irá se reunir com o presidente colombiano, Alvaro Uribe, para analisar situação dos Direitos Humanos no país.

Mais de 100 crianças foram libertadas na Somália (Português para África)

Menores estavam presos sob acusações de desobediência aos pais e mau comportamento.

Democracia em Mianmar levará décadas
BR

Relator do Conselho de Direitos Humanos para Mianmar, Tomás Ojea Quintana (foto), pediu a libertação imediata da líder da oposição e Prêmio Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi, mantida em prisão domiciliar pelo governo birmanês.

Tortura continua sendo prática freqüente, diz relator
BR

Relator especial das Nações Unidas sobre Tortura, Manfred Novak, afirmou que prática acontece atrás de portas fechadas e pediu mais transparência, monitoramento público e prestação de contas para regimes de detenção em todo o mundo.

Dia das Nações Unidas em Portugal

Participação de tropas portuguesas e missões de paz e em outros projetos da organização aumenta cada vez mais interesse pela ONU.

Banco Mundial aprova crédito de 160 milhões de dólares para Tanzania (Português para África)

Dinheiro vai servir para reduzir a pobreza e melhorar condiçoes de vida da população.

Luta contra a malária é destaque em Dia da ONU

Secretário-Geral afirma que cooperação mundial leva a sucessos como o combate à doença; mensagem marca os 63 anos da organização neste 24 de outubro.