9 dezembro 2019

Relatório de Desenvolvimento Humano de 2019 foi lançado esta segunda-feira na Colômbia; diretor do escritório que produz a pesquisa, Pedro Conceição, explica quais são os grandes temas e as soluções indicadas.

As manifestações que acontecem em todo o mundo mostram que, apesar do progresso sem precedentes contra pobreza, fome e doenças, muitas sociedades continuam tendo problemas. A causa comum entre todos elas são as desigualdades.

Essa é a principal conclusão do Relatório de Desenvolvimento Humano de 2019, lançado esta segunda-feira na Colômbia.

Em entrevista à ONU News, o diretor do escritório que produz o relatório, Pedro Conceição, disse que a pesquisa "vai além da desigualdade na distribuição de rendimento e tenta projetar aquilo que pode determinar a evolução das desigualdades ao longo do século."

O especialista diz que o relatório não faz propostas especificas para diferentes países, devido à diversidade de contextos, mas "oferece uma metodologia para tentar perceber quais as melhores áreas de intervenção."

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Índice de Desenvolvimento Humano: Noruega continua liderando, Brasil cai uma posição e Portugal mantém

Guiné-Bissau e Angola também caíram no ranking; Moçambique e Timor-Leste mantiveram posições; Cabo Verde e São Time e Príncipe subiram; relatório foi publicado esta segunda-feira na Colômbia.