Exclusiva: ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de São Tomé e Príncipe, Urbino Botelho

Ministro de Negócios Estrangeiros e Comunidades de São Tomé e Príncipe, Urbino Botelho.

Os países desenvolvidos, os países emissores desses gases de estufa, devem dar-nos a mão. Não só com assistência técnica, mas também financiar projetos que possam estancar avanços que preveem de efeitos de alterações climáticas.”

Urbino Botelho , ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de São Tomé e Príncipe.

ONU News
Ministro de Negócios Estrangeiros e Comunidades de São Tomé e Príncipe, Urbino Botelho.

Exclusiva: ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de São Tomé e Príncipe, Urbino Botelho

Assuntos da ONU

Nesta conversa com a ONU News, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de São Tomé e Príncipe, Urbino Botelho, destaca que as Nações Unidas “continuam úteis apesar de ser preciso adequá-la ao momento atual”.

São Tomé e Píncipe reafirma o seu apoio à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, como uma prioridade de política externa e defende que no bloco “os níveis de desenvolvimento estão díspares e há necessidade de impulsionar a cooperação empresarial”.

Falando à margem da 73ª sessão da Assembleia Geral, o ministro destaca o impacto das alterações climáticas no arquipélago e sublinha o apelo feito pelos pequenos Estados insulares.

Exclusiva: Entrevista ministro de Negócios Estrangeiros e Comunidades de São Tomé e Príncipe