11 setembro 2018

Novo relatório afirma que, sem mais esforços urgentes, comunidade internacional não cumpre objetivo de erradicar fome até 2030; especialista em segurança alimentar explica motivos do aumento da fome e como pode ser combatido. 

O número de pessoas subnutridas aumentou de 804 milhões em 2016 para cerca de 821 milhões no ano passado. O mundo regressou a níveis registados há 10 anos.

A conclusão é do relatório “Estado da Insegurança Alimentar e Nutrição no Mundo em 2018”, divulgado esta terça-feira, por cinco agências da ONU.

A especialista em segurança alimentar e nutrição da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, Anna Kepple, explicou à ONU News o que é preciso mudar para resolver este problema.

Nesta conversa, Kepple fala sobre as principais causas deste problema, a evolução nos países lusófonos e, ainda, sobre a relação entre subnutrição e obesidade.