29 agosto 2018

Diretora-geral assistente para acesso a medicamentos, vacinas e produtos farmacêuticos da Organização Mundial da Saúde, OMS, fala sobre ameaças à saúde da população mundial, como o vírus do ebola e o regresso do sarampo a alguns países. 

Na República Democrática do Congo, surgiu um novo vírus do ebola, oito dias depois de ter sido declarado o fim de outro. Na Venezuela, regressou o sarampo. Em todo o mundo, alguns micróbios são cada vez mais resistentes a antibióticos.

Nesta entrevista com Monica Grayley, da ONU News, a diretora-geral assistente da OMS Mariângela Simão fala sobre estes e outros desafios de saúde para a população mundial.

A especialista explica quais as maiores dificuldades no combate ao novo surto de ebola e como é que a OMS está a ajudar o país africano. Também fala sobre o regresso em alguns países de doenças que estavam controladas, como poliomielite e sarampo.  

Simão diz que “no mundo todo há um alarmismo em relação à segurança das vacinas”, que deixa alguns pais sem vacinarem os seus filhos. O conselho da especialista é que “os pais procurem se formar, não pelo Facebok, mas procurando um profissional de saúde para ter um melhor entendimento.”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud