31 julho 2018

Violência, tensão política e situação de direitos humanos levaram cerca de 15 mil cidadãos da Nicarágua a pedir proteção na vizinha Costa Rica. “Estamos a pedir uma resposta de solidariedade internacional”, defende o porta-voz da Agência da ONU para Refugiados, Acnur.

William Spindler disse à ONU News, de Genebra, que é preciso ajudar aos nicaraguenses que chegam ao país. A Costa Rica já acolhe mais de 150 mil famílias que chegaram antes da recente “situação crítica”.

A entrevista destaca o tipo de apoio e meios necessários. Spindler explicou que os nicaraguenses “chegam em condições difíceis e muitos sem nada” ao território costa riquenho onde a capacidade de ajuda à população é limitada.