1 junho 2018

Consumo continua a matar mais de 7 milhões de pessoas todos os anos e comunidade internacional pode não cumprir objetivos estabelecidos; especialista em vigilância de tabaco da OMS, Adriana Gomes, explica as principais conclusões de um novo relatório.

O uso de tabaco caiu de forma significativa desde o ano 2000, segundo um novo relatório da Organização Mundial da Saúde, OMS. Mas essa redução não é suficiente para cumprir os objetivos internacionais de redução de consumo para 30% até 2025.

No Dia Mundial sem Tabaco, em 31 de maio, a agência da ONU juntou-se com a Federação Mundial do Coração para destacar a ligação entre tabaco e doenças cardiovasculares.

A especialista em vigilância de tabaco da OMS Adriana Gomes explicou à ONU News, de Washington, por que é que muitas pessoas continuam a desconhecer os efeitos do tabaco na saúde do coração.

Gomes fala também sobre as principais medidas relacionadas à redução de consumo e se as metas internacionais ainda podem ser alcançadas.

Acompanhe a conversa com Alexandre Soares, da ONU News.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud